Mais um mês se passa sem meu princípe

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Hoje infelizmente 2 meses sem meu querido e amado Miguel,essa dor tão fulminante que ataca meu coração...
Miguel,apesar de toda essa saudade,mamãe tá tentando ser forte e continuando a vida,infelizmente sem você presente fisicamente,porque sei que você fica triste se eu fico triste,pois você faz parte de mim,foi uma parte do meu coração que foi arracada sem qualquer piedade, mas sei que você está presente em meu coração e em meus pensamentos.
Querido,sonho no dia em poderei te ter em meus braços outra vez,poderei te beijar,abraçar,cheirar...Você foi a coisa mais linda que aconteceu em toda minha vida.
Agradeço a Deus por ter colocado você em minha vida,por ter me dado a chance de te conhecer,meu anjo.
Lembro todos os dias do seu lindo sorriso,e ficava horas te admirando,e me perguntando com o que você estava sonhando.
Meu filho,você me ensinou algo que eu nunca pensei experimentar,foi esse amor,tão forte que dói no peito de tão intenso.
Eu te amo meu Miguel!!!!
Espere por mim...
Quando Deus permitir te terei outra vez,meu princípe.
Meu nenenzinho lindo...
Papai também sente muita sua falta,você foi o presente mais lindo que ele já recebeu,e não se cansa de dizer todos os dias que te ama muito também.Todos os dias ele chega do trabalho e beija sua foto,e diz que o ama muito,muito,muito...Fico imaginando,como vocês seriam amigos,as brincadeiras que teriam,mas enfim só na imaginação mesmo.Um dia nossa linda família se unirá novamente.

Meu anjo,como sempre te digo eu amo muuuuuuuitoooooo você...
 

Muita saudade

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Meu anjo,cada dia que passa a saudade dói ainda mais...  :(
Estou com muito medo querido,muito mesmo de esquecer seu lindo rostinho,não sei porque esse medo,por isso olho sua fotos todos os dias,fico horas admirando você meu querido,acho que é por isso que ando tendo pesadelos com você,sonho que estou no escuro te procurando desesperadamente,daí tudo de repente fica iluminado,e vejo que você está ali,que você existe,que você é o meu filho tão amado,meu anjo,uma benção que Deus me deu...
Miguel meu filhinho tão amado,nunca vou te esquecer...
Eu te amo tanto,que o meu coração chega a doer,você foi o melhor presente que eu poderia receber,apesar do sofrimento de sua ausência.

EU TE AMO MIGUEL,NÃO ME CANSO DE DIZER,EU TE AMO MIGUEL!!!!

Mãe de Anjo

sexta-feira, 19 de outubro de 2012



Deus olhando para a terra viu muitas mulheres que desejavam receber um anjo em sua vida e compadeceu-se delas... Enviou então vários anjinhos do céu. E disse: Ide e alegrai estas mulheres na terra por algum tempo! Ao terminar esse tempo, voltem ao paraíso! Os anjos obedeceram com presteza e carinho
a voz de Deus...e se empenharam nessa missão tão nobre e linda...Entretanto, um desses anjos se apaixonou por uma dessas mulheres ao dedicar-se à essa tarefa,descuidou-se e entregou-se de corpo e alma para aquela a quem deveria levar alegria e deu a essa mulher muito mais que Alegria deu Amor de forma intensa e encantadora tornando-a, a mulher mais feliz entre as mortais! Porém o prazo terminou e todos os anjinhos retornaram ao paraíso. E aquele anjinho apresentou-se com lágrimas à Deus e perguntou-lhe: - Porque o Senhor me trouxe de volta, se com isso iria fazer sofrer aquela mãezinha que tanto me amava. Eis que Deus respondeu-lhe: Ela sofrerá com certeza com lágrimas nos olhos e no coração a sua perda, mas com certeza terá aprendido para sempre a Força do Amor, da Humildade, da Compaixão, do amor ao próximo e saberá que Eu levei seu anjo, pois ele já tinha cumprido a sua missão na terra. Ela encontrará de novo a alegria de viver quando outro anjo habitar seu ventre. Consola-te anjinho mesmo não estando juntinho desta mãe! Pois teu amor viverá nela para sempre mesmo quando estiver amando outros filhos que virão, pois tu ensinaste o Amor eterno
E essa era tua missão: "Fazer dela uma mulher especial escolhida entre muitas mulheres para ser Mãe de um Anjo!"
(Autor desconhecido)

Feliz dia das crianças

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Meu princípe,hoje é dia das crianças,nunca imaginei passar este dia sei você meu anjo...
Quando você nasceu,mamãe já tava imaginando em o que comprar pra você neste dia,pois você ainda estaria com 2 meses de vida,mas infelizmente este dia chegou chegou e você não está aqui pra receber meu presente,não posso te dar algo material,mas receba meu beijos com todo meu amor.
Anjo,
você foi o presente mais lindo que eu poderia receber
a melhor benção que Deus poderia me dar
Mais Papai do Céu te enviou apenas para uma missão
meu querido Miguel,e você cumpriu.
E teve que voltar para o lado de Deus.
Fique sabendo que você foi amado desde o primeiro instante
que descobri que você existia,
e os 24 dias que você passou comigo
foram os mais lindos de toda minha vida.
Infelizmente a ordem das coisas foi mudada,
você neste momento cuida de mim,
quando eu que deveria está cuidando de você,
mas,se Papai do Céu quiz assim,tenho que aceitar.
Espero poder de carregar nos braços outra vez,
ver seu lindo sorriso,e ouvi você me chamar de mãe,
meu bebêzinho lindo,tão amado.
Te amarei para sempre,meu amor...
Papai também te ama muito,e está tentando ser forte pra cuidar da mamãe.
Sinto sua prensença,meu anjo,meu princípe
e quero senti-la sempre.
Milhões de beijos meu bebêzinho fofinho...
Te amamos muito,não esquece!!!
 

De volta a rotina

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Ontem voltei ao trabalho,foi tão estranho,me senti tão inquieta.
Na terça-feira meu comandante mandou me chamar,pensei que já era pra voltar ao trabalho,mas só me perguntou se eu estava bem,se gostaria de voltar ao serviço,pq ele sabe exatamente o que eu estou sentindo,pois já passou pela mesma dor.Respondi que sim,pensei,será melhor pois será uma distração pra mente.Mas foi totalmente ao contrário,pensei o dia todo no Miguel, quando eu estava grávida,todos me diziam como seria difícil voltar ao trabalho,e deixar meu filho em casa, e agora voltei ao trabalho sem ninguém pra deixar em casa,e quando voltasse a noite meu amado  filho estaria me esperando,e matariamos a saudades com muitos beijos e mimos.Conclusão,fiquei o dia todo péssima.
E o Coronel perguntou onde eu gostaria de trabalhar,no administrativo do quartel ou na rua na viatura,respondi de imediato na rua,porque se ficasse trabalhando na seção seria mais díficil,pois muitas pessoas ainda não sabem o que aconteceu com meu bebê,e ficariam me perguntando,"cadê o bebê?", e ainda aconteceu isso ontem,foi muito dolorido.
 Quando estavamos em forma esperando o comandante, o Sargento fiscal de dia do quartel,conversou conosco sobre o serviço do dia,tudo estava indo bem,até que ele resolveu me dar boas vindas e pêsames,engoli seco pra não chorar,ainda falou umas palavras de consolo,as mesmas que já tenho escutado todo esse tempo,"q Deus sabe o que faz,que ainda sou nova,posso ter outro filho,que só quem perde um filho sabe e dor", e por aí vai.Só não chorei naquele momento,não por está na frende de um pelotão de militares,e sim porque tenho muitas dificuldades em demostrar meus sentimentos em público,quando tenho vontade de chorar,tento segurar o máximo,a única vez que chorei muito na frente muita gente,que não deu pra segurar,foi quando meu amor virou anjinho,não deu mesmo,foi uma dor nunca sentida por mim,insuportável.


Hoje acordei com a saudade triplicada de você meu princípe,tá doendo muito...
Não esquece nunca, que mamãe te ama muito e o papai também,contei a ele a visita que você me fez,e o papai ficou muito feliz.
Eu te amo meu anjo lindo!!!!

Sonho lindo!!!

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Hoje um pingo de felicidade surgiu em meu coração,sonhei com meu anjo.
Todos os dias eu oro a Deus pra me dar a graça de sonhar com meu Miguel,mas nunca acontecia,cheguei até a questionar Deus:Será que sou tão ruim que além de tirar meu bebê,nem direito de sonhar com ele eu tinha?Mas com o passar dos dias mudei o pedido a Deus,pedia só  forças pra continuar seguindo, e aumentar minha FÉ, e aceitar os planos Dele pra mim.Acho q isso tudo fez com que Deus me desse a alegria de reencontrar meu amor,pelo menos em sonho, foi tudo tão real.
Sonhei que meu querido anjo me esperava na casa da minha mãe,quando nos encontramos ele sorriu pra mim,numa felicidade imensa,e o peguei nos braços e o abracei,brincamos e o amamentei.Foi lindo!!!


Miguel,mamãe tá com muita saudade!!!!
Adorei sua visita,conversa com Papai do Céu pra que ele permita sua visita em meus sonhos mais vezes.


Esse versinho já é bem velhinho,mas expressa o tamanho da minha saudade.
"Se saudade matasse
muita gente morreria
eu seria a primeira
que a morte levaria."


EU TE AMO TANTO MEU ANJO,MEU PRÍNCIPE AMADO...

Só lembranças

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Hoje meu bebê estaria completando 2 meses,fico imaginando como ele estaria hoje,quanto estaria pesando,que tamanho estaria,as roupinhas que usaria...

Miguel meu querido,
vc está em um lugar maginifico,foi fazer parte do exército dos anjos Deus.
Infelizmente não tenho querer,Deus governa minha vida, e resolveu te levar.
Tenho uma confusão de sentimentos,tristeza  e saudade por não te ter aqui em meus braços
Egoismo por te querer tanto...
Dúvidas,por não saber o motivo que Deus te levou
Gratidão,por Deus ter me escolhido para ser sua mãe,mãe de um ser celestial,mãe de um anjo.
Felicidade por ter convivido,amamentado,carregado nos braços,acalentado,beijado,amado, ter sido mãe de um Anjo tão lindo,o meu Anjo Miguel.

Meu amado filho,você é uma benção enviada por Deus a mim,peço todos os dias a Deus força para continuar,porque sei você meu amado,não gosta de me ver triste,e como toda mãe,eu quero que você seja feliz sempre.


Miguel,não me canso de dizer...
EU TE AMO MUITOOOOOOOOOOO!!!!!!
Penso em você a todo instante...
 


domingo, 7 de outubro de 2012

ANSIEDADE

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Hoje fui a uma consulta médica,mas por pura ansiedade,gostaria de ter uma opnião de outro médico sobre tentar engravidar logo,pois ainda vou completar 2 meses da cesária,mas como eu já previa ele pediu pra esperar pq o minimo de tempo que eles dão são seis meses,mas mesmo assim insisti,e perguntei qual a possibilidade de tentar engravidar logo com 4 meses,e disse:"Fica calma,espera que a hora certa vai chegar".Daí então pedi,um anticoncepcional,para não engravidar antes do tempo,então ele falou:"Pra quê?Se já pretendes engravidar?Não adianta tomar só 2 meses..." Então falei pra ele: Se eu não tomar remédio corro o risco de engravidar e se acontecer antes dos 6 meses?.Então ele disse para eu voltar lá,para cuidadarmos da gravidez,e ele me contou que tem uma paciente,que fez PC com ele,e 40 dias depois ela voltou ao consutório grávida outra vez,perguntei logo,como foi a gravidez,se ela sentia alguma dor,se foi tudo bem,o Dr disse que foi tudo normal a gravidez,ela só teve que fazer outro PC.
Sai da clinica super confiante,mas vou fazer o que ele disse,vou entregar nas mãos de Deus e seja o que Deus quizer,vou esperar a hora certa.
E hoje também percebi o quanto é difícil ver outras mães com seu filhinhos nos braços,não sei se o que senti foi inveja,mas foi muito dolorido,a saudade bateu e desejei ter o meu Miguel comigo.
Quando sai da consulta com GO,fui dar uma volta nas lojas próximas,minha amiga fazendo compras pra ela,e eu na seção infantil da loja,imaginando como o Miguel ficaria naquelas roupas,e lembrando de tantas roupinhas que ele nem chegou a usar,
Como dói a saudade!

MIGUEL,MEU AMOR MAMÃE TÁ COM MUITA SAUDADE!!!

Espera

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Te amarei para sempre

Miguel,mamãe te amará além de qualquer coisa,Deus sabe o quanto te amo.
A saudade dói!Uma dor que terei que conviver até o dia em que te terei de volta. 


Tenho fé que um dia também vou esperar.
Que Deus me abençoe!

Miguel,para sempre te amarei!!!

Nunca diga Adeus

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

video
Nunca te direi adeus meu filho,só um até logo é o suficiente pois sei que um dia te terei outra vez em meus braços.
Miguel,você é meu filho amado,nunca te esquecerei,para sempre te amarei e um dia te reencontrarei.

Carta



  Achei essa carta tudo haver com que estou passando e sentindo neste momento.

Quando estiver tentando ajudar uma mulher que perdeu um bebê, não ofereça sua opinião pessoal sobre sua vida, suas escolhas, seus projetos para seus filhos. Nenhuma mulher nesta situação está procurado por opiniões (de leigos) sobre porque isto aconteceu ou como ela deveria se comportar.

Não diga: É a vontade de Deus. Mesmo se nós somos membros de uma mesma congregação, a menos que você seja um dirigente desta igreja e eu estiver procurando por sua orientação espiritual, por favor, não deduza o que Deus quer para mim. A vontade de Deus é que ninguém sofra. Ele apenas permite .Apesar de saber que muitas coisas terríveis que acontecem são permitidos por Deus, isto não faz estes acontecimentos menos terríveis.

Não diga: Foi melhor assim havia alguma coisa errada com seu bebê. O fato de haver alguma coisa errada com o bebê é que me faz tão triste. Meu pobre bebê não teve chance. Por favor, não tente me confortar destacando isto.

Não diga: Você pode ter outro. Este bebê nunca foi descartável. Se tivesse a escolha entre perder esta criança ou furar meu olho com um garfo, eu teria dito: Onde está o garfo? Eu morreria por esta criança, assim como você morreria por seu filho.Uma mãe pode ter dez filhos, mas sempre sentirá falta daquele que se foi,

Não diga: Agradeça a Deus pelo(s) filho(s) que você tem. Se a sua mãe morresse num terrível acidente e você estivesse triste, sua tristeza seria menor porque você tem seu pai?

Não diga: Agradeça a Deus porque você perdeu seu filho antes de amá-lo realmente. Eu amava meu filho ou minha filha. Ainda que eu tenha perdido meu bêbê tão cedo ou quando nasceu, eu o amava.

Não diga: Já não é hora de deixar isto para trás e seguir em frente? Esta situação não é algo que me agrada. Eu queria que nunca tivesse acontecido. Mas aconteceu e faz parte de mim para sempre. A tristeza tem seu tempo que não é o meu ou o seu.

Não diga: Eu entendo como você se sente. A menos que você tenha perdido um bebê, você realmente não sabe como eu me sinto. E mesmo que você tivesse perdido, cada um vivencia esta tristeza de modo diferente.

Não me conte estórias terríveis sobre sua vizinha, prima ou mãe que teve um caso parecido ou pior. A última coisa que preciso ouvir agora é que isto pode acontecer seis vezes pior ou coisas assim. Estas estórias me assustam e geram noites de insônia assim também como tiram minhas esperanças. Mesmo as que tenham tido final feliz, não compartilhe comigo.

Não finja que nada aconteceu e não mude de assunto quando eu falar sobre o ocorrido. Se eu disser antes do bebê morrer... Ou quando eu estava grávida...não se assuste. Se eu estiver falando sobre o assunto, isto significa que quero falar. Deixe-me falar. Fingir que nada aconteceu só vai me fazer sentir incrivelmente sozinha.

Não diga Não é sua culpa. Talvez não tenha sido minha culpa, mas era minha responsabilidade e eu sinto que falhei. O fato de não ter tido êxito, só me faz sentir pior. Aquele pequenino ser dependia unicamente de mim para trazê-lo ao mundo e eu não consegui. Eu deveria trazê-lo para uma longa vida e não pude dar-lhe ao menos sua infância. Eu estou tão brava com meu corpo que você não pode imaginar.

Não me diga: Bem, você não estava tão certa se queria ter este bebê... Eu já me sinto muito culpada sobre ter reclamado sobre mal estar matinais ou que eu não me sentia preparada para esta gravidez ou coisas assim. Eu já temo que este bebê morreu porque eu não tomei as vitaminas, comi ou tomei algo que não devia nas primeiras semanas quando eu não sabia que estava grávida. Eu me odeio por cada minuto que eu tenha limitado a vida deste bebê. Se sentir insegura sobre
uma gravidez não é a mesma coisa que querer que meu bebê morra, eu nunca teria feito esta escolha.

Diga: Eu sinto muito. É o suficiente. Você não precisa ser
eloqüente. As palavras dizem por si.

Diga: Ofereço-lhe meu ombro e meus ouvidos.

Diga: Vocês vão ser pais maravilhosos um dia ou vocês são os pais mais maravilhosos e este bebê teve sorte em ter vocês. Nós dois precisamos disso.

Diga: Eu fiz uma oração por vocês. Mande flores ou uma pequena mensagem. Cada uma que recebi, me fez sentir que meu bebê era amado. Não envie novamente se eu não responder.

Não ligue mais de uma vez e não fique brava (o) se a secretária eletrônica estiver ligada e eu não retornar sua chamada. Se nós somos amigos íntimos e eu não estiver respondendo suas ligações, por favor, não tente novamente. Ajude-me desta maneira por enquanto.

Não espere tão cedo que eu apareça em festas infantis e ou chás para bebes ou vibre de alegria no dia das mães. Na hora certa estarei lá.

Se você é meu chefe ou companheiro de trabalho:

Reconheça que eu sofri uma morte em minha família não é simplesmente uma licença médica. Reconheça que além dos efeitos colaterais físicos, eu vou estar triste e angustiada por algum tempo. Por favor, me trate como você trataria uma pessoa que vivenciou a morte trágica de alguém que amava. Eu preciso de tempo e espaço.

Por favor, não traga seu bebê ou filho pequeno para eu ver. Nem fotos.Se sua sobrinha está grávida, ou sua irmã teve um bebê há pouco, por favor, não divida comigo agora. Não é que eu não possa ficar feliz por ninguém mais, é só que cada vez que vejo um bebê sorrindo ou uma mãe envolta nesta felicidade, me traz tanta saudade ao coração que eu mal posso agüentar. Eu talvez diga olá, mas talvez eu não consiga reprimir as lágrimas. Talvez ainda se passarão semanas ou meses antes que eu fique pelo menos uma hora sem pensar
nisso. Você saberá quando eu estiver pronta.Eu serei aquela que perguntará pelos bebes, ou como está aquele garotinho lindo?

Acima de tudo, por favor, lembre-se que isto é a pior coisa que já me aconteceu.

A palavra morte é pequena e fácil de dizer. Mas a morte do meu bebê é única e terrível. Vai levar um bom tempo até que eu descubra como conviver com isto.

Ajude-me. Ore por miim.

(Carta escrita por uma enfermeira americana que perdeu seu bebe ainda em seu ventre.Esta mensagem expressa exatamente o que todas nós que passamos pelo mesmo drama terrível precisamos e achamos melhor enquanto a cura não vem.)

Como tudo aconteceu!

Minha gravidez foi tranquila,inclusive não tive sintoma nenhum,nadinha nadinha,se não fosse pela ausência da mestruação e a barriga crescendo nunca saberia que estava grávida,mas em fim,foi tudo tranquilo,fiz o pré natal,e meu bebê também estava bem,mas na 36 semana tive pré-eclampsia,o médico queria segurar,mas eu só estava ficando cada vez pior,mesmo com repouso e os remédios pra baixar a pressão,então teve que ser marcado o parto cesário,e dia 8 de agosto o Miguel nasceu,e Graças a Deus no parto foi tudo bem,e aparentemente meu bebê estava bem,a pediatra examinou,ele nasceu com 2.734kg e 47cm,então fiquei apenas 2 dias internada e fomos pra casa.Miguel era saudável,ao menos era o que aparecia,nos primeiros 3 dias não amamentei,pq eu não produzia leite,mas eu pedi tanto a Deus e Maria mãe de Jesus que ajudasse(pois ela conhece,pq tbm é mãe),que simplesmente no dia seguinte acordei com os seios doloridos e vazando,então finalmente pude amamentar meu anjinho,ele mamava bem,tava ficando fofinho.Mas acho q qdo ele estava com uns 17 dias,meu filhinho começou a chorar muito,e toda vez q mamava vomitava,levei várias vezes a pediatra e ela me dizendo que era normal,passou remédio pra gases,pq o choro poderia ser de gases e remédios para os vômitos,eu dava tudo certinho,mas meu querido continuava sofrer,eu não sabia mas o que fazer e chorava junto com ele,levei outra vez a médica e dessa vez ouviu o coração e achou batimentos estranhos e pediu pra que eu o levasse urgente a um cardiologista,foi o que fiz,consegui uma consulta no dia 28 de agosto,a doutora o examinou e disse que a suspeita era sopro no coração,mas teríamos que identificar qual,pq existem vários tipos,ele fez um eletrocardiograma no mesmo dia,quando foi faze  o raio-x,a porcaria do site do plano de saúde saiu do ar,então pediram para voltarmos no outro dia,mas já era tarde,na madrugada do dia 29,ele chorou muito e então dormi com ele em meus braços,qdo acordei uma 5 da manhã,vi q ele tava molinho,e estava com dificuldades em respirar,corremos para o hospital,meu pai me levou correndo,pois meu marido estava trabalhando em outra cidade,chegando lá o levaram direto pra UTI,e a pediatra de plantão veio brigar comigo,q meu bb já estava doente a dias,pq não levei logo,então desabei a chorar e gritei com ela,e disse q tinha levado sim,mas a maldita da outra pediatra não detectava nada,mas eu sabia que tinha algo errado,a culpa não era minha...As enfermeiras vieram me acalmar,e não conseguia parar de chorar...Meu bb tão indefeso tava morrendo.
Ela mandou q eu fosse pra casa e voltasse no horário da visita as 10 da manhã,contrariada mas foi o q fiz,qdo cheguei na hora,vi meu Miguelzinho,ainda estava acordado,sofrendo com aqueles tubos,tentei acalma-lo pra que ele dormisse,foi horrível,aquela cena não me sai da cabeça,então a dita pediatra veio conversar comigo,e disse que meu bebê estava com o coração grande,e a dificuldade de respirar era pq o ele estava tão grande q estava amassando os pulmões,mas além disso por causa do coração,que não estava batendo direito,com isso o sangue tbm não estava circulando como devia,meu anjo ficou com a imunidade baixa e pegou uma infecção.Miguel estava com pneumonia,com o uma sonda no estômago pq estava sangrando e os rins quase parando,e depois q ela me disse tudo isso,disse que era pra eu confiar em Deus,pq a culpa não era minha,que ele nasceu com a cardiopatia,que foi se agravando com os dias.E naquele momento eu estava tão só, meu marido ainda estava vindo da cidade 800km de Belém,mas felizmente chegou a tempo da visita da tarde,qdo ele viu nosso querido também chorou feito uma criança.
No dia 30 fomos visita-lo,o quadro dele ainda era grave,no dia 31 o quadro tava grave mas pediatra disse q estava instabilizando,foi justamente a pediatra que estava de plantão no dia que ele chegou na UTI,quem disse,que a infecção tava passando,e que na outra semana ela arrumaria uma ambulância para o levarmos ao hospital do coração,para fazermos novos exames para identificar qual sopro ele tinha.A médica até comentou,o bb de vcs é muito forte,pensei que ele não resistiria ao primeiro dia pq o estado era gravíssimo.Voltamos pra casa super confiantes.
Na madrugada o dia 01 de setembro o telefone de casa tocou,meu coração disparou,já sabia,mas não queria acreditar,eu quis morrer naquele momento,não disseram por telefone,mas já dava pra imaginar.Chegando no hospital recebi as piores notícias meu Miguel,meu querido Miguel tinha ido,não resistiu o coração dele não resistiu.Foi o pior momento de toda a minha vida!!!
Meu bebê havia falecido,foi horrível ver o corpinho do meu Miguel sem vida,a pediatra ainda disse nosso bebê era bem forte,ele lutou,mas ele era de Deus,tinha que ir.
Carreguei nos braços o meu grande amor,eu tinha vontade de sair correndo daquele hospital com o meu bebê,não queria mas larga-lo,não queria.Mas infelizmente só o que me restava era enterra-lo.
Hoje tento continuar a vida,mas tá sendo muito difícil,ainda choro muito,meu marido diz pra que eu não sofra tanto,pois o nosso Miguel fica triste em me ver assim,tento pensar nisso,por que não quero que ele fique triste,quero que fique feliz.
Miguel,eu te amo,te amarei para sempre.Nunca te esquecerei!!!

Meu amor eterno!!!